Hospital Antônio Ferraz – a realidade da maior unidade de saúde de Macau.

Com uma estrutura aparentemente bem atraente na faixada do prédio a Fundação Antônio Ferraz em Macau, é mais uma vítima do descaso com a saúde pública na cidade. A estrutura interna da unidade apresenta alguns defeitos como mofo, salitre, infiltrações entre outros. A realidade é completamente diferente das aparências, e nos locais mais restritos como dispensa, existe por trás das cortinas um verdadeiro desmantelo com os equipamentos e utensílios completamente sucateados.

Uma unidade que abriga quase 200 funcionários, entre contratos, comissionados e efetivos, que para muitos chega a causar espanto pela quantidade de pessoas trabalhando no hospital. Segundo uma enfermeira concursada que trabalha no local, ela é técnica em enfermagem mais recebe como auxiliar, e que ainda não recebeu o vencimento do mês de outubro.

Na unidade a exemplo das outras faltam os insumos básicos mais, porém essenciais para o bom funcionamento do hospital. “olha aqui falta de tudo um pouco e citou alguns exemplos como gases, soro fisiológico, álcool, luvas, seringas entre outros”. essa é nossa realidade do dia a dia, disse a enfermeira que preferiu não se identificar. Omacaueense.

 

Facebook
Instagram