Jovem aprende engenharia sozinho e constrói gerador de energia com lixo em Guamaré.

“O garoto prodígio transforma sucata em sonhos e só uma mente extremamente inventiva como a dele seria capaz de conseguir isso”.

Todos os dias carros coletores despejam no aterro sanitário toneladas de resíduos, que fica localizado as margens da RN 221. Uma grande quantidade de lixo eletrônico é dispensada para o seu reaproveitamento e reciclagem.

Para muitos catadores que trabalham no local há anos, esses resíduos se tornaram a única alternativa de renda para muitas famílias que vivem entre entulhos de monitores, teclados e velhos telefones celulares e etc.

E foi exatamente no lixão em Guamaré, que o Policial Militar do GTO de Macau, PM – Jairo e PM – Josino, descobriu um talento quando fazia na área um patrulhamento de rotina. Os agentes descobriram um gênio da eletricidade, um homem de bem que usa sua criatividade e inteligência para gerar energia do lixo.

O Catador Ricardo, como é mais conhecido, é um homem disposto a contribuir com o desenvolvimento da sua cidade, mas lhe falta uma coisa… Oportunidade!

O jovem tem o talento natural para projetar as criações vão desde um gerador portátil a um gerador de energia que usa na sua própria casa sem paga um centavo de conta de luz. O garoto prodígio transforma sucata em sonhos e só uma mente extremamente inventiva como a dele seria capaz de conseguir isso.

Longe de dar-se por vencido, Ricardo usou uns velhos livros de engenharia que encontrou no próprio lixão para fabricar uma pilha caseira e uma bateria, que poderia oferecer energia aos seus experimentos. E assim, criou seu próprio gerador de eletricidade, e disponibilizou o serviço criado por ele para os demais companheiros do aterro sanitário.

O que resta é a Secretaria Municipal de Indústria e Capacitação aproveitar e investir neste grande talento, outrora desconhecido. Muitas das vezes na vida o que mais precisamos é de um incentivo, de alguém que acredite em nossa capacidade, e nos ajude nos primeiros passos… Porque vontade, boas ideias, criatividade, talento, Ricardo tem de sobra!

Deixe uma resposta