Fátima e Carlos Eduardo disputariam o segundo turno para o governo do RN, revela pesquisa.

Blog do César Santos

Se eleições para governador do Rio Grande do Norte fosse hoje, a senadora Fátima Bezerra (PT) e o prefeito de Natal Carlos Eduardo Alves (PDT) passariam para o segundo turno. É o que aponta a pesquisa encomendada pela Federação das Indústrias do Estado do RN (FIERN) ao instituto Consult Pesquisa, divulgada nesta quinta-feira (14) pela direção da entidade.

Fátima aparece liderando a pesquisa (estimulada) com 20,29%, enquanto a soma dos demais nomes pesquisados ultrapassam a sua intenção de votos. Veja:

Carlos Eduardo – 11,41%

Empresário Flávio Rocha (sem partido): 6,59%

Governador Robinson Faria (PSD): 5%

Desembargador Cláudio Santos (sem partido): 2%

Empresário Tião da Prest (PSDB): 1,41%

Na pergunta espontânea, Fátima bezerra tem 1,94%, com Robinson assumindo a segunda posição com 1,18%; Carlos Eduardo desde para terceiro com 1,06%. O quarto colocado é o senador Garibaldi Filho (PMDB), 0,35%; e o quinto o senador José Agripino (DEM), 0,18%.

O “novo” não é citado pelos entrevistados, no caso Flávio Rocha, Cláudio Santos e Tião da Prest.

SENADO

É delicada a situação do senador José Agripino Maia (DEM) para a disputa eleitoral 2018, conforme revela a pesquisa Consult/Fiern divulgada na noite desta quinta-feira (14). Ele aparece atrás de dois fortes concorrentes: senador Garibaldi Filho (PMDB) e a deputada federal Zenaide Maia (PR), na disputa do primeiro voto ao Senado Federal.

Veja os números do primeiro voto:

– Garibaldi Filho – 15,76%

– Zenaide Maia – 12,12%

– José Agripino – 6,94%

– Magnólia Figueiredo (SDD) – 2,41%

– Tião da Prest (PSDB) – 1,41%

Na preferência do segundo voto, Agripino sobe para primeiro, Garibaldi e Zenaide empatam no segundo lugar.

Veja os números:

– José Agripino – 6,18%

– Garibaldi Filho – 3,12%

– Zenaide Maia – 3,12%

– Magnólia Figueiredo – 2,59%

– Tião da Prest – 1,12%.

DESAPROVAÇÃO

Mais de 85% da população desaprova a gestão do governador Robinson Faria (PSD), revela a pesquisa Consult/Fiern.

Segundo o levantamento, que alcançou a capital e todas as regiões do interior, 85,24% dos norte-riograndense consideram o governo ruim ou péssimo. Apenas 7,65% aprovam o governo, enquanto 7,12% não têm opinião formada.

A desaprovação, segundo a pesquisa, se justifica na péssima avaliação de setores vitais como segurança e saúde.

Veja os números:

– “Segurança/Violência/Falta de Policiamento” – 39,8%

– “Saúde/Greve na Saúde/ Falta Remédios e Médicos” – 20,5%

– “Água” – 10,8%

– “Desemprego” – 8,4%

RECORDE

Já o presidente Michel Temer (PMDB) bate recorde de desaprovação entre os norte-riograndenses. Seu governo é rejeitado por 89,29%, enquanto apenas 4,47% dos entrevistados aprovam. Outros 6,24% responderam não opinião formada.

Deixe uma resposta