Denúncia, investigação, correria, prisões e apreensão em noite policial movimentada em Guamaré.

IMG_0074

Em continuidade da operação denominada como “INTRUSO”, Sob o comando do Tenente Luiz Carlos de Souza, com o apoio de vários policiais do destacamento, Sd-Judson, Sd-Fernandes, Sd- Elton, Sargento Barela, Cabo Albuquerque e Sd- Pedro. A Polícia Militar prendeu três, e um foragido da justiça, além de arma, drogas e dinheiro fracionado em noite policial movimentada em Guamaré.

Os acusados foram identificados por Jonatas Estefersson Pereira da Silva (21 anos) “Alcunha Noni”, residente de Natal. Diego Weslly Galvão (21 anos), “Alcunha Mortadela ou Dieguinho”, residente de Natal. Inácio Bezerra de Melo (18 anos), “Alcunha Junior”, residente de Guamaré.  E Marco Antônio da Costa Oliveira (22 anos), “Alcunha Vida Loka”, residente de Natal.

Após denúncia anônima de populares, a informação que chegou a polícia, era que dá-se de conta que existia na cidade, cerca de sete homens armados com propósito de realizar assaltos na casa loteria de Baixa do Meio, correios de Guamaré, e logo após Caixa Fácil de Diogo Lopes, e que estes assaltantes estavam em dois locais na rua dos invasores e na rua dos coqueiros, e foram trazidos pra cidade pelos adolescente Guigui e seu irmão batata. Um dos presos na operação confessou logo após ser preso à mesma informação repassada pelo o denunciante à polícia.

Diante das informações colhidas, o Tenente Luiz Carlos de Souza, montou a equipe, investigou a denúncia, e caiu em campo. O primeiro a ser preso foi NONI, que já tinha sido preso no dia anterior, e solto por não constar fragrante. O segundo a ser preso foi Mortadela, logo após Vida Loka, que é foragido de Alcaçuz, e por ultimo, Inácio. Com este foi apreendida uma arma de fogo, drogas e dinheiro fracionado.

Na hora da prisão, todos os acusados tentaram fugir do cerco policial, mas sem alternativas de fuga, acabaram se entregando a policia. Em depoimento no destacamento, um ficou jogando a culpa nos demais e vice-versa, mas após consulta feita pela a polícia, foi constatado que Jonatas Estefersson Pereira da Silva já respondeu por 33 e responde por 157, no decorrer de sua vida de delitos.

Diego Weslly Galvão, responde por tráfico, tentativa de homicídio e roubo. Marco Antônio da Costa Oliveira, foi constatado mandato de prisão, ele é foragido de Alcaçuz, responde três assaltos a mão armada na grande natal, e sofreu atentados por comparsas de quadrilhas adversárias a cerca de dez meses. Inácio Bezerra de Melo, já foi preso varias vezes em Guamaré por roubo e tráfico, ele estava com a arma e droga entregue por um comparsa.

Os outros três acusados já foram identificados, mas eles conseguiram fugir para dentro do manguezal na Rua dos Invasores, a escuridão dificultou a prisão dos mesmos. A polícia fez várias diligências pela comunidade de Lagoa Seca sem êxito. Mas segundo o Tenente Luiz Carlos, será questão de tempo colocá-los na cadeia.

Todos os acusados presos na operação foram encaminhados a 5ª Regional da Polícia Civil de Macau, para serem ouvidos pelo o competente delegado Delmontiê Falcão, e ficará a disposição da justiça.

Com informações da Polícia Militar de Guamaré.

IMG_0037 IMG_00973

Deixe uma resposta