Governo do Estado deve quase 300 mil de repasse para compra de medicamentos a Prefeitura de Macau

Farm+íciaB+ísicaPSFDiogoLopes

A omissão do governo do Estado com assistência farmacêutica não é um problema novo para a cidade de Macau. Nos primeiros três meses de 2015, a gestão do governador Robinson Faria ainda não repassou um centavo para a Prefeitura de Macau e o montante acumulado da dívida, desde o ano de 2010 chega perto dos 300 mil reais.

A informação é da própria Coordenadoria de Planejamento e Controle dos Serviços de Saúde da Secretaria Estadual de Saúde Pública-SESAP. Para se ter uma ideia da falta de compromisso do governo, somente nos últimos dois anos, a cidade deixou de arrecadar 131 mil reais, um bom volume de dinheiro que deveria ter sido empregado na compra de medicamentos para a população.

Para se ter uma noção do descaso do governo com a saúde pública de Macau, no ano passado, os cofres da prefeitura não receberam um centavo para a compra de medicamentos e no ano de 2013, o repasse do governo para a assistência farmacêutica foi pouco mais de 5 mil reais, ficando uma dívida de R$ 62.680,00.

Para a Secretária Municipal de Saúde, Elisabete Carrasco, na falta desses recursos a prefeitura é quem acaba pagando a conta do Estado. “É nas cidades que as pessoas moram e os problemas na maioria das vezes ficam nos municípios, na porta dos prefeitos, nos postos de saúde e nos hospitais”, disse a secretária, lembrando que o município cumpre com a sua parte dentro da competência que lhe é atribuída na assistência farmacêutica.

Deixe uma resposta